Alegria dos meus dias


A vida é mesmo cheia de surpresas e as vezes ela nos dá alguns presentes. Só pode ser verdade essas coisas de que a vida é o que tem que ser. Esse ano passei por um trilhão de coisas difíceis e em meio a tanta confusão eu fui fazendo novas amizades, logo no finzinho do ano. Tudo começou quando meu chefe me disse: - Você vai corrigir a matéria de dois alunos. eu nunca tinha visto eles e a minha amiga Ana veio me apresentar e fui recebida pelos dois, Raphael Jota e João Paulo, logo com um abraço e foi assim desde então. Gostei dos dois logo naquele momento.
Uns dias depois eu conheci uma moça por causa do seu blog, achei ele tão lindo e os textos tão parecidos com os meus e começamos a trocar comentários. Eu a conheci na faculdade e uma amizade simples, mas bonita foi surgindo e a débora se tornou uma grande amiga. Alguém que me entende sempre e que está sempre pronta pra me ajudar ou pra fazer terapia de grupo.
Eu já conhecia os quatro e nem imaginava quantas pessoas mais eu iria conhecer e o quanto essas amizades iam crescer.Na hora de ir embora eu sempre os via, eles e mais pessoas, no buteco e eles me chamavam pra sentar, mas a minha tímidez não deixava e eu pensava que ia incomodar ou ser um peixe fora d'agua. Eis que um dia resolve ir e sentar, no auge da tímidez me apeguei a Ana que era quem eu mais conhecia. A Ana é como minha irmã mais velha, me protege, cuida de mim, me ajuda e me xinga quando é preciso. E também intermediou o meu contato com todas aquelas pessoas que me fariam tão bem.
Aos poucos eu fui conhecendo um a um, Iara a moça que sempre foi simpática comigo e pareceu me adotar na hora que eu disse oi e mal sabia eu que sentariamos do mesmo lado no ônibus por várias madrugadas e dividiriamos histórias. Depois teve a Clara, nem me lembro direito como foi, pois fizemos amizade rápido e de pouquim em pouquim dividimos segredos, alegrias e tristezas , iamos nos enteder e a amizade ia crescer bastante.
Os meninos eu fui conhecendo mais aos poucos por tímidez mesmo, descobri um cara muito bacana que é o Rapha, seu carinho e atenção comigo. As brincadeiras que fazem todos rir, sim ele é tipico cara que num tem como alguém não gostar, é muita bondade, ele é adorável. O João Paulo eu tô conhecendo aos poucos, mas ele tem um bom coração que dá pra notar de longe e cada dia vamos conversando mais e aumentando a amizade, também tem carinho comigo, é um cara adorável. Tem o Nélio que como ele mesmo brinca estou entrando na vida dele agora, mas confesso que estou gostando e espero que a amizade creça muito. Digo o mesmo para o Marcos com quem falei poucas vezes, mas já se tornou meu companheiro de troca de músicas. Os dois me arracaram sorrisos e trazem alegria. Pouco a pouco quero conhece-los mais.
Meu amigo João Marcelo deve ter achado que esqueci dele, mas não, claro que não. Ele é o cara estranho que quando eu vi pela primeira vez na sala pensei: - quero conhecer esse guri. Eis que descubri que ele pegava o mesmo ônibus que eu e entre um saculejar e outro foi nascendo uma amizade que progrediu muito. Joãozinho se tornou um irmão, pouco a pouco e dividi tudo com ele, ele segurou a minha mão no auge do meu desespero e riu comigo nos nossos apertos. Não poderia te esquecer companheiro de ônibus e o primeiro que eu conheci de toda essa galera. Aquele dia insâno que eu disse que amava você e a Sandim era o mais real dos meus delírios.
Os butecos foram cada vez aumentando mais e a amizade também, entre um brinde e outro uma alegria e outra eu fui fazendo parte dessa rede de amizades, eles dá mesma sala e eu chegando meio perdida, mas eles me adotaram com carinho e sinceramente foram a melhor coisa do meu 2009. Agradeço a todos vocês pela amizade e pelo ano maravilhoso que me proporcionaram. De todas as dores que tive no ano que passou, vocês vieram como um presente e me alegram de um jeito que nem tem explicação. Obrigada por me adotarem e por serem a alegria dos meus dias que 2010 venha com muito mais botecos, a cerveja é só um socializador. Agradeço a vocês por tudo.

8 comentários:

ana sandim disse...

Eu adorei esse texto e a simplicidade dele. gosto das palavras e dos nomes que ali eu li. é mágico é estranho como as pessoas aparecem nas nossas vidas, mas acredite é novo para mim assim como é novo para ti. Mas é verdadeiro, posso afirmar que o sentimento é recíproco. e que sou sua 'MÃE' provisória até a Jule voltar.
Amei esse texto.
Sempre que precisar, quando não precisar ou quando quiser.. estarei aqui a disposição. Mas vê se não me mata de susto com *mensagens pela madrugada.(*brincadeira) se cuida e amo você como uma irmã mais nova.=)

Débora disse...

ah esse povo todo que eu amo tanto também!
não consigo imaginar como teriam sido meus dias nem como seriam os próximos sem você e todas as pessoas que são tão especiais pra mim também. Agradeço pelo carinho, por me entender e ouvir, pelas terapias de grupo!
Tem coisas que a gente não explica mesmo e é melhor nem aprender pra explicar.
Você está junto com a gente, do nosso lado, do mesmo jeito que tenho a certeza que você carrega um pedacinho de cada um dentro desse enorme coração aí.
obrigada por ter aparecido!
teremos muitas butecagens pelo caminho a fora. e economize grana! porque o caminho é longo e você vai comigo... até o fim. Se é que existe um fim...

João Killer disse...

Na hora que li o sacolejo do ônibus lembrei-me do dia em que o ônibus sacolejou freneticamente, tirando boas gargalhadas de escorrer lágrimas dos olhos.... rsrsrs tudo tão bom. Tudo tão perfeito e bonito, nunca tinha parado pra pensar como tinha adquirido tantos amigos legais em 2009 e quando li o seu texto fiz uma viagem no tempo e percebi que o meu 2009 foi como o seu, com momentos tensos, mas compensadores pelas amizades que ganhei e tenha certeza que você foi, ou melhor, É a minha segunda irmã, a pessoa que me entende, me dá conselhos sábios, me anima nos momentos de desanimo, me ajuda vê o lado bom e me ajudou a aprender a escrever sobre coisas felizes. Você é um ganho na minha vida um achado do caça tesouro. Espero que em 2010 continuemos sendo esses dois sonhadores que somos. Gosto demais de você moça.

R@mon_Vitor disse...

Um texto simples sobre o cotidiano, que de tão simples e verdadeiro, encanta. Algo me diz que não é a primeira vez que minhas andanças virtuais me fazer acabar passando por aqui, mas certamente essa vez é única, tanto quanto as outras. Já está nos meus favoritos, certamente que me tornarei um leitor assíduo.

Marcos Oliveira disse...

haha saiba que você já é minha amiga...
E em breve todos nós estaremos mais unidos em bares,na faculdade,ou numa esquina qualquer abrçs..

Anônimo disse...

Foi seu sorriso pode acreditar! Foi seu sorriso que conquistou a todos!
Sinta-se abraçada por mim e por todos com mais outros tantos sorrisos!
Você é um amor de pessoa destas que a gente se encanta de cara...obrigado pelas doces palavras sorridentes...
Conte comigo sempre!
Joãooooooo

Raphael Jota disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Raphael Jota disse...

Naty, obrigado pelas palavras sinceras e sentimentos verdadeiros. Eu não posso deixar de te dizer que um dos momentos mais oportunos que deveria estar era naquele jornal aquele dia, pois, Deus me deu a oportunidade de estar conhecendo e convivendo com uma pessoa, linda, carinhosa, inteligente, tímida que tem um lindo sorriso.
Olha tem coisas inexplicáveis neste mundo e o sentimento bom que sinto por você é uma destas coisas. Obrigado por me deixar fazer parte da sua vida. BJOS do JOTA

Copyright @ Centopéia | Floral Day theme designed by SimplyWP | Bloggerized by GirlyBlogger