Suprir


Acho que essa é a palavra que mais permeia nossa vida. De fato, estamos sempre suprindo alguma coisa com outras coisas. Se alguma coisa nos deixa triste procuramos algo que nos deixe feliz para esconder a tal tristeza. Se alguma coisa dá errado procuramos também algo que nos deixe feliz para dizermos a nosso interior que outras coisas deram certo. Muitas vezes me pego disfarçando a dor com uma música que gosto no último volume. Outras vezes produzo algo, como os textos para o blog, para disfarçar alguma decepção. A solidão sim é a coisa mais difícil de ser suprida, falta, saudade, quase nada consegue suprir esses sentimentos, msn, orkut, telefone, amigos, algumas coisas disfarçam esses sentimentos, mas nem sempre suprem por completo. Existem coisas, como abraços, beijos, belas palavras, carinho e muito mais que é difícil de suprir. Andei suprindo um monte de coisas em minha vida e agora percebo que suprimi a minha vida. Ando agitada, euforica e tensa com o nada. Esse vazio que tanto me incomoda que tanto olho com enorme curiosidade. Apesar da vontade de preenchê-lo, confesso que também me agrada o fato dele estar ali e por isso procuro os metódos mais complexos para preenchê-lo. Para suprir a bola de neve e o círculo vicioso que transformei essa suprisão de coisas. Sinto agora vontade de colocar minha mochila nas costas e sair pelo mundo. Câmera na mão e sair registrando pessoa por pessoa que eu conhecer, não passar com elas mais que um dia e ir embora de novo. Sei que quase todas as pessoas já tiveram essa mesma vontade, e creio que todas elas queriam suprir algo a minha é para disfarçar a dor de um vazio.

5 comentários:

Hélio Monteiro disse...

Talvez para suprir os momentos de duvida e tristeza que as vezes naturalmente me abate. Prefiro acreditar que essa nossa "busca" infindavel por que algo que nao conhecemos e o desejo de evolucao, de descoberto, de questionamento. Pra descobrir que mundo este e provar que acidentalmente a realidade tambem tropeca!!! _Por incrivel que pareca esse trecho nao foi retirado do gerador de lero lero, nem mesmo por M.A. Apenas para titulo de curiosidade!

Marcos Medeiros Raimundo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Killer disse...

Legal a foto... Me fez da certas gargalhadas pensando no que podia ter acontecido se ela virasse pro muro e fosse andando...hauhahuauhu Belíssimo texto. Realmente sempre estamos tentando suprir algo, e na maioria das vezes fazemos coisas simples pra suprir isso,(que nem sempre tem um nome) "como escrever pro blog ou ligar uma música no ultimo volume". Bom te ler.

Nayara Malta disse...

Te juro que desde o dia da publicação to tentando ler, mas me liguei muito mais na foto ao lado, dia 18. Acho que é minha auhauh

Cerpentina disse...

Tinha um monte de foto parecida com essa,desse mesmo cara e tals. Mas essa tenho certeza que é minha...hahaha

Copyright @ Centopéia | Floral Day theme designed by SimplyWP | Bloggerized by GirlyBlogger