Timidez


Não era mais um fim de semana solitário, pelo contrário, eu estava rodeada de amigos. A maioria deles eram casais. Eu estava um pouco perdida ali. Como sempre calada e no meu canto. Olho para um lado e para o outro, penso em puxar assunto com alguém. Falo com quem eu não conheço? Procuro fazer novas amizades? Não, é melhor não. Tá legal, então eu vou puxar assunto com alguém que eu conheço mesmo. Mas o que eu vou dizer? Já sei, vou perguntar por alguém que não está aqui. Pergunto, só que esse é o tipo do assunto que acaba rápido. Rapidamente contabilizo 7 casais e eu lá fazendo companhia para o saleiro. Mexo as pernas para um lado para o outro, bato os dedos na mesa. Não sei o que fazer, não sei se quero dizer algo ou se tenho algo a dizer. As pessoas puxam assuntos comigo, mas eles não rendem muito. São apenas coisas casuais, talvez para eu não ficar tão deslocada. A noite vai acabar e eu vou ficar ali, protagonizando sorrisos e ouvindo de fundo as conversas dos casais, brigas, troca de carinhos e tudo mais. Agora vou embora, um abraço e um beijo em todos e sigo silenciosamente pensando: - Que será que as pessoas pensam de mim? Eu penso que não é fácil ser tímida e introvertida. Mais uma vez tive medo de invadir o espaço do outro.

3 comentários:

Marcos Medeiros Raimundo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Killer disse...

Nossa esse tipo de situação é como um banho gelado em qualquer passeio. "Mexo as pernas para um lado para o outro, bato os dedos na mesa." Descreve muito bem como eu me sinto nessas situações. Até meu corpo fica deslocado com isso. Geralmente quando saio desses lugares e prometo nunca mais voltar, nesses passeios que mais parecem encontro de casais, o pior é que sempre tem algumas pessoas que tentam fazer você sentir-se "interagida", porém na maioria das vezes e a menina mais tímida do que você ou a escandalosa, que te faz sentir a intrusa. Mais uma vez, foi ótimo te ler.

Hélio Monteiro disse...

Dando um outro lado do moeda! Para vc que sou extrovertido ao aveso duas vezes lhe digo que caiamos na mesma situacao. O fim da noite no encontro ou no "des" me faz questionar o porque de ser as vezes tao bobo, acelerado e expansivo... Penso que essa deve ser minha defesa das ciladas do mundo! boa noite minha bonequinha que nao tem cara que faz pos graduacao!!!

Copyright @ Centopéia | Floral Day theme designed by SimplyWP | Bloggerized by GirlyBlogger