A pequena grande menina

Então a encheu de doçura
mas também colocou uma pitada de loucura
Fez teu rosto de menina
mas lhe obrigou a ser madura
A fez loira para que se diferencia-se na multidão
mas a fez baixinha para que não a notassem tanto
Lhe deu vontades para abraçar o mundo
porém encurtou os seus braços para que ela não conseguisse

Colocou um sorriso em teus lábios
e jogou tristeza nos seus olhos
para que ela não fosse feliz demais e nem triste demais
Deu-lhe um nariz de palhaço para que conseguisse divertir os olhares tristes
mas esqueceu de lhe entregar um espelho
Ensinou-lhe conceitos
fazendo com que ela nunca entendesse as regras

Encheu-lhe de sonhos
contudo esqueceu de lhe falar sobre a realidade
Esqueceu de colocar ar em seu pulmão
mas engrandeceu teu coração
Deu-lhe ouvidos pequenos para que não ouvisse os erros do mundo
porém deu-lhe uma alma grande para acolher os errantes

Ensinou-lhe a rezar
para que conversasse com ele
Não lhe deu uma beleza exuberante
e nem uma feiura assustadora
Lhe deu inteligência
mas a fez lerda
para que não se tornasse chata

Entregou-lhe a sensibilidade
mas escondeu nela uma dose de frieza
A criou forte como um touro
e frágil como uma flor
Colocou pedras em seu caminho
mas lhe ensinou a continuar

A fez timida
mas não a ponto de não poder um dia escrever sobre si

7 comentários:

Marcos Medeiros Raimundo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
G.C disse...

ô Natália, muito prazer!

Sinto uma inveja (boa) de quem se abre assim, assumidamente. Não que as pessoas não se abram escrevendo, é impossível. Pra falar a verdade, eu me sinto super confuso com blogs.. As vezes acho que quem se máscara demais tem um relacionamento meio confuso com a vida. A gente precisa dumas chaves pra se abrir, não as costumeiras, digo as outras chaves.

Débora disse...

é bom ler o que a gente vê. e sente. e sabe que existe...

um dos textos mais bonitinhos que eu já vi aqui.
deve ser porque essa moça loira aí é um tanto bonitinha também, juntamente com tudo que ela faz, colorindo os dias...

Dani Lages disse...

Que bonito ver seu espelho! Que sensibilidade para olhar para si!
Que lindo! Tão lindo como você!

ana sandim disse...

dos melhores dos melhores esse foi O Maior.. gostei mto. E gosto muito dessa pessoa que vc descreveu...
=)

João Killer disse...

Meu Deus. Confesso que fiquei assustado com tanta delicadeza e realidades em uma auto descrição, você esqueceu-se de colocar que ganhou um olhar critico de si mesma e soube vê o que tem de bom, não para se achar melhor, mas reconhecer o seu verdadeiro valor. Você encontrou a entrada pra dentro de você mesmo quando escreveu esse belíssimo texto, nem sei mais o que dizer, acho que um "gostei pra carvalho" seja o melhor mesmo.

"Esqueceu de colocar ar em seu pulmão

Marcos Oliveira disse...

nossa impressionante sua capacidade de auto conhecimento...hahah adorei ver essa pessoa tão especial que vc é...

Copyright @ Centopéia | Floral Day theme designed by SimplyWP | Bloggerized by GirlyBlogger